Dividir experiências do dia a dia da indústria é o mote do projeto StarrTalk, da Starrett, que envolve uma série de 12 treinamentos abertos para colaboradores e público externo



Partilhar experiências e conhecimentos práticos do dia a dia de uma indústria tanto para os colaboradores como para o público externo. A ideia faz parte do projeto StarrTalk, da Starrett, uma das maiores fabricantes de serras, ferramentas e instrumentos de medição do mundo. A proposta do StarrTalk é oferecer uma série de 12 treinamentos ao longo do ano sobre diversos temas que envolvem os departamentos de uma fábrica às pessoas que têm interesse em conhecer um pouco mais sobre o universo industrial.

O propósito do projeto faz parte do posicionamento da marca Starrett no desenvolvimento de pessoas. Mais do que agregar valor ao negócio e conhecimento organizacional, a política da fábrica brasileira, com sede em Itu (SP), é o de prover treinamentos e capacitações, não apenas entre os seus colaboradores, mas abrindo suas portas para estudantes, profissionais do setor, clientes, representantes e fornecedores para fortificar os elos do aprendizado a partir de um viés democrático.

Primeiro treinamento: Marketing na Indústria

O primeiro treinamento da série StarrTalk foi realizado em uma Live, no último dia 21 de janeiro, conduzida pelo gerente de Marketing da Starrett, Márcio Santos, com o tema “Marketing na Indústria: o dia a dia nas grandes empresas”. Para trilhar uma trajetória de sucesso nas estratégias de marketing de uma indústria, o caminho é planejar ações em multicanais.

Desta forma, Santos focou o planejamento promocional da marca por meio de uma comunicação integrada. “A especialidade do departamento de Marketing é fazer com que a marca seja promovida dentro dos canais que temos disponíveis, tanto no universo online como no off-line”, afirma.

Para promover a marca, a empresa deve utilizar de ferramentas de comunicação de diversas formas via Assessoria de Imprensa, Canais Internos e Digitais, Trade Marketing, Fotos e Vídeos, Gestão de Redes Sociais, Geração de Conteúdos, Ações Cooperadas com Clientes, Feiras, Eventos, Gestão de Influenciadores Digitais, Comunicação em Sustentabilidade, Design Gráfico e Media Training.

“Cada um desses recursos apresenta a indústria e seus diferenciais, e o Marketing deve usar esses multicanais para promover a marca de maneira integrada”, explica Santos. Entre todos esses canais disponíveis, o gerente focou no Trade Marketing que é uma estratégia B2B, ou seja, de empresa para empresa, realizada por meio de canais de distribuição que tem como prioridade atender às demandas dos pontos de venda.

A definição de Trade Marketing pode ser resumida pelas práticas planejadas e executadas pela indústria com o objetivo de aumentar as vendas e otimizar a atuação dos seus canais de distribuição. “O grande diferencial para obter bons resultados é a estrutura oferecida pela indústria nos seus pontos de venda com a mesma identidade, além da criação de relacionamento com as equipes de vendas e, claro, com os consumidores”, afirma Santos.

Outro ponto destacado pelo gerente de Marketing foi o relacionamento com os influenciadores digitais. “Hoje em dia, cada vez mais, as compras são estimuladas por esses profissionais em seus canais no YouTube e redes sociais”, aponta.

Inscrições para o StarrTalk abertas ao público em geral

A próxima Live do projeto StarrTalk será conduzido pelo gerente de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Starrett, Wagner Pivetta Zanardo com o tema “Inovação”, no dia 18 de fevereiro. Além dos colaboradores, as inscrições também estarão abertas para o público em geral como estudantes, representantes, fornecedores, seguidores da Starrett nas redes sociais.

As inscrições podem ser feitas pelo site: www.starrett.com.br/treinamentos. Só receberá certificado quem se cadastrar e participar ao vivo das lives, acessando o link pelos e-mails enviados ou pelo facilitador: https://starr.on/querolink.

Sobre a Starrett

A Starrett, uma das maiores fabricantes de serras, ferramentas e instrumentos de medição do mundo, teve início nos Estados Unidos, em 1880, quando Laroy S. Starrett inventou o esquadro combinado. No Brasil suas operações começaram em 1956. Hoje, a Starrett conta com fábricas na Carolina do Norte e Carolina do Sul, nos Estados Unidos, Escócia, China e em Itu, no Brasil. A empresa produz mais de cinco mil produtos, tais como lâminas de serras de fita para corte de metais, madeira e carne, ferramentas de precisão e instrumentos de medição. Os produtos Starrett são vendidos em mais de 100 países por meio de uma rede de distribuidores atendendo a uma variada gama de segmentos que vai desde ferramentas para a indústria automobilística, aviação, marinha, até equipamentos agrícolas, ferramentas para trabalhos manuais (faça você mesmo!) para construtores, carpinteiros, encanadores, eletricistas etc.

Mais informações, acesse: www.starrett.com.br