Deputada quer referendo popular antes de qualquer mudança na capital

Ao discursar nesta terça-feira, 31 de março, no plenário da Câmara Legislativa, a vice-presidente da Casa, deputada Liliane Roriz, ressaltou sua luta pela preservação do projeto original de Lucio Costa e pelo título de Patrimônio Histórico concedido pela Unesco a Brasília. A parlamentar está elaborando um projeto de lei onde prevê que qualquer alteração no projeto original de Brasília, além de passar pelo Legislativo, passe ainda por um referendo popular.

“Hoje qualquer motivo é desculpa para se alterar o plano original de Lucio Costa. Vejam como exemplo o polêmico PPCUB, que tinha como pano de fundo a Copa do Mundo. Tudo era desculpa para que a cidade se enquadrasse no ‘padrão Fifa’”, lembrou Liliane.

A parlamentar foi uma das poucas defensoras de que o Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCUB) não fosse aprovado pela Câmara, o que geraria grandes mudanças no Plano Piloto. Entre elas, a criação de nova quadra no Setor Sudoeste, construção de comércio ao longo do Eixo Monumental, entre outras alterações. “Graças a minha luta insistente, e de outros parlamentares da legislatura passada, conseguimos desmascarar esta mentira cultivada de que a mudança era para recebermos a Copa sendo que, na verdade, os interesses econômicos é que estavam por trás de tudo”, afirmou a deputada.

Liliane pediu ainda o apoio dos colegas parlamentares para que derrubem o veto do governador Rodrigo Rollemberg ao seu projeto de lei que impunha regras na construção de prédios na 901 Norte. “Este veto é contra a história e a qualidade de vida de nossa cidade”, criticou.