Festival Sertanejo realiza segundo sábado de shows em BH


Após um final de semana inesquecível, com shows animados e presenças mais que especiais de grandes influenciadores digitais, o Festival Sertanejo chega ao seu segundo e último dia. A estrutura do evento continua montada na Esplanada do Mineirão (Av. Antônio Abrahão Caram, 1001 – São José, Belo Horizonte – MG) para receber neste sábado, 14 de maio, a partir das 14h, Henrique & Juliano, João Gomes, Zé Felipe, Alok, Israel & Rodolffo, Vitinho Imperador, Boris Furman, Bruna Lipiani e DJ DH. Os últimos ingressos estão disponíveis em www.nenety.com.br.

A festa começou pontualmente às 14h no último sábado e a grande surpresa foi a presença dos influenciadores digitais e ex-BBBs, Viih Tube, Eliezer e Victor Hugo, além da criadora de conteúdo mineira Camila Loures e outros influencers, que foram prestigiar o festival em um camarote em cima do palco. Douglas & Vinícius, Gabi Martins, Diego & Victor Hugo, Dennis, Zé Neto & Cristiano, Murilo Huff e Os Barões da Pisadinha foram as atrações responsáveis por agitar o primeiro dia de festa.

Saiba mais sobre as atrações do segundo dia de Festival Sertanejo:

Henrique & Juliano

A dupla sertaneja iniciou sua carreira em 2008 e, hoje, com diversos álbuns e singles emplacados, são um dos nomes mais fortes do cenário sertanejo nacional. Ricelly Henrique Tavares Reis e Edson Alves dos Reis Junior, conhecidos como Henrique e Juliano, nasceram na cidade de Palmeirópolis, no interior do estado do Tocantins e possuem uma trajetória longa pela busca do sonho de viver da música.

Henrique e Juliano cresceram com essa forte influência, ouvindo desde cedo diversos nomes que marcaram a música sertaneja, como a dupla João Paulo e Daniel, uma das principais inspirações dos artistas. Embora sejam jovens, eles já possuem bastante experiência nessa longa estrada da vida.  Ainda crianças, se apresentavam em rádios e faziam shows no município em que nasceram e, em muitas dessas aparições, a dupla dublava e interpretava as canções da banda Mamonas Assassinas, de quem eram muito fãs.

No ensino médio, a dupla teve a grande sorte de ter o caminho cruzado com a dupla sertaneja Maykel e Marcel, que, mesmo novinhos, já tinham uma grande bagagem profissional e experiências na música sertaneja para compartilharem com Henrique e Juliano. Dos shows em apresentações escolares e nos churrascos com amigos, a dupla saltou para participações em festivais de músicas, ganhando premiações.

Hoje, os responsáveis pelos hits Arranhão, Recaídas, Não Tô Valendo Nada, Na Hora da Raiva e vários outros sucessos estão trabalhando no mais recente trabalho: um DVD intitulado como Manifesto Musical, em que se pronunciaram sobre as dificuldades da classe artística durante esse período de isolamento.

João Gomes

Sucesso desde meados de junho do ano passado, o cantor se consolidou como uma das sensações do piseiro, gênero musical em ascensão no país no ano de 2021. Em julho do mesmo ano, ele chegou a ser o único brasileiro a marcar presença no Top 50 Global do Spotify com o sucesso do hit Meu Pedaço de Pecado e lançou seu primeiro DVD, intitulado Eu Tenho a Senha, com participações especiais como Tarcísio do Acordeon e Vitor Fernandes.

Nascido em Serrita, no interior do Pernambuco, João Gomes chama atenção pelo timbre grave e marcante tão jovem. Aos 19 anos, ele carrega a cultura da vaquejada em seu DNA artístico e leva o piseiro para os ouvidos mais diversos do Brasil após ter viralizado nas redes sociais.

Mas foi ainda em 2019, quando João era aluno de agropecuária no Instituto Federal da Zona Rural de Petrolina, que ele passou a viver da música. O cantor se juntou a alguns amigos para se apresentar em uma reunião da turma e passou a participar de outros eventos. A partir daí, João começou a investir em produções de vídeos no Instagram e outras redes para divulgar seu trabalho e não demorou muito para começar a ganhar espaço.

Zé Felipe

Sucesso estourado nas rádios e nas mídias sociais, o cantor Zé Felipe começou a se apaixonar pela música ainda criança. Por gostar muito de escutar seu avô Avelino tocar viola, acabou também sendo influenciado pelas músicas de Leandro & Leonardo e se entregou ao sertanejo. Em 2009 aprendeu com seu pai, Leonardo, os primeiros acordes no violão se apresentando pela primeira vez em público, em uma festa na casa de amigos. Em dezembro de 2013, participou do DVD Leonardo - 30 Anos, ficando cada vez mais conhecido. Em 2014, assinou contrato com a gravadora Sony Music e logo estreou a sua carreira lançando o álbum intitulado Você e Eu. Hoje é um dos destaques no Spotify e o hit Toma Toma Vapo Vapo, em parceria com MC Danny, já tem mais de 40 milhões de streams na plataforma.

Alok

Criado numa família onde seus pais (Swarup e Ekanta) e o irmão gêmeo (Bhaskar) são artistas da cena eletrônica, seu universo têm girado em torno da música desde os 10 anos de idade. O início precoce, ao lado do seu irmão com o projeto "Lógica", o tornou um produtor pró-ativo e atualmente, em carreira solo, totaliza mais de uma década de trabalho. Recém classificado como o 4º maior DJ do mundo, pelo ranking da revista britânica DJ Mag, hoje ele é um dos artistas brasileiros mais ouvidos em todo mundo no Spotify.

 

Israel & Rodolffo

Sucesso nas rádios e nas redes sociais, a dupla Israel & Rodolffo vem colhendo os frutos do bom trabalho na música brasileira, mas tudo começou de verdade na década de 1990, em um estúdio na cidade de Goiânia, onde seus pais trabalhavam. Ambos faziam gravação de jingles políticos e descobriram que tinham algo em comum, gostavam de cantar e tinham filhos pequenos já ensaiando soltar a voz. O tempo passou, até que um dia as crianças "Israel & Rodolffo" se encontraram de fato. Aos 11 anos de idade gravaram um CD demonstrativo e em 2008 lançaram um álbum com repertorio inédito de 15 faixas.

No entanto, as portas só começaram a abrir em 2016, quando a dupla entrou para o casting de um dos maiores escritórios de gerenciamento artístico do Brasil.  A partir daí, os donos do hit Batom de Cereja passaram a ficar cada vez mais conhecidos em todo o país e, após a participação de Rodolffo no Big Brother Brasil, selaram de vez o merecido lugar de destaque no cenário nacional.

Vitinho Imperador

Victor Rafael da Silva Santos é seu nome de registro. O menino um dia sonhou em ser jogador de futebol, mas uma lesão o tirou dos campos e o levou definitivamente para a música, com a qual ele já tinha convivência. Com apenas 20 anos, Victor é um representante novo, porém não é novato do ritmo nordestino tão em alta no Brasil desde 2020. Começou acompanhando o pai, que tocava em bares de Maceió (AL), e desde muito cedo já tinha facilidade em compor músicas originais, diferenciadas e divertidas. Foi com Piseiro, estilo musical fortemente difundido no Nordeste do Brasil, que Vitinho escolheu para mostrar toda a sua irreverência, que é sua característica marcante. Hoje, o fenômeno Vitinho Imperador representa, em números, seu crescimento também exponencial: a música "Volta Rapariga" conta com mais de 100 milhões de visualizações nas diversas plataformas e o cantor já alcançou 4 milhões mensais de ouvintes no Spotify, além de 5 milhões de impressões no Instagram.

Boris Furman

A música nacional vem revelando nomes destacáveis e com certeza, Boris Furman é um deles. Natural de Conceição do Mato Dentro, ele aprendeu a tocar violão sozinho e, em seguida, começou a compor.  "Com o incentivo dos amigos nas famosas resenhas, onde sempre levava o violão e cantava minhas composições, resolvi levar a música a sério e assim, comecei a fazer aulas de canto e decidi que levaria a música de forma profissional em paralelo com minha faculdade. Em 2019, entrei em estúdio com o produtor Bruno Perdigão (Produtor musical da dupla César Menotti e Fabiano) e gravamos o projeto DNA, que inicialmente contaria com três músicas, mas acabou tendo sete canções gravadas, entre covers e autorais. De lá para cá, as pessoas começaram a conhecer mais o meu trabalho", diz o artista, que no ano passado gravou o seu DVD "Astral", cujo show baseado no novo trabalho será apresentado no Festival Sertanejo com canções autorais e hits consagrados no cenário nacional.

Bruna Lipiani

Desde pequena, a cantora e compositora Bruna Lipiani sempre foi extrovertida e com o lado artístico bem aflorado. A jovem iniciou uma faculdade de moda, mas decidiu sair para se dedicar à música.  Começou a gravar covers e postar nas redes sociais, conquistando admiradores do seu trabalho.

Com um repertório voltado para o sertanejo, Bruna dá ênfase ao sertanejo feminino, buscando dar cada vez mais visibilidade e representatividade para as mulheres.No final de 2019, fez seu primeiro show com banda completa, e já dedicada as composições, finalizou o ano com mais de 100 composições de sua autoria. No início de 2020, lançou o #HitsDeChuveiro, uma série de covers de suas músicas preferidas, com uma produção diferente do habitual, com as participações de  Isa Guerra e Nogueira, da dupla Rick e Nogueira.

Em março de 2020, Bruna lançou sua primeira música autoral, uma composição própria, chamada "Mulher Independente", que retrata muito do que a cantora busca passar para seu público e das causas que defende, e já conta com milhões de visualizações. Em julho de 2021, a cantora lançou sua nova música de trabalho, "À prova de lábia", mais uma composta pela artista. Já em novembro do mesmo ano, gravou seu mais novo projeto, "No Luau", diferente de tudo que já fez, com um repertório que vai do rap ao modão, em um estilo acústico e intimista, mostrando toda a versatilidade da artista e sua forma de fazer sertanejo. Ela promete um show animado e romântico, repleto de sucessos do feminejo.

Sobre o Festival Sertanejo

Criado no ano de 2015 com o intuito de reunir em um só espaço artistas que nem sempre tinham agendas de shows na capital mineira, desde a primeira edição, o evento é realizado na Esplanada do Mineirão, reunindo os maiores nomes da música sertaneja e milhares de fãs. Para este ano, o festival comemora a 5ª edição de uma forma diferente, já que pela primeira vez é realizado em dois sábados consecutivos.

Esta edição do Festival Sertanejo é uma realização da Nenety Eventos e do Empresário João Wellington, com o patrocínio da Gasmig, Itaipava 100% Malte, Rações Futura e da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur.

Ingressos e setores

Os últimos ingressos, que estão disponíveis na modalidade individual por meio do site www.nenety.com.br.

Camarote Nosso Sertanejo - Masculino (14/05) - 4º Lote: R$290,00

Camarote Nosso Sertanejo - Feminino (14/05) – 4 º Lote: R$270,00

Arena - Dia 14/05 - 3º Lote: R$100,00

Camarote - Dia 14/05 - 4º Lote: R$180,00

Front Stage - Dia 14/05 - 4º Lote: R$240,00

Black Feminino - Dia 14/05 - 6º Lote: R$560,00

Black Masculino - Dia 14/05 - 6º Lote: R$610,00

*Front Stage (De frente para o palco)

* Black (Open bar e open food: whisky 8 anos, vodka importada, gin, cerveja, refrigerante, suco, água e salgados finos) Acesso ao setor Front Stage.

Classificação:

* Arena, Camarote e Front Stage (14 anos)

* Black (18 anos)

 

Festival Sertanejo 2022

Local: Esplanada do Mineirão – Av. Antônio Abrahão Caram, 1001, Pampulha, Belo Horizonte/MG

Data: 14 de maio, sábado

Horário: a partir das 14h

Atrações:

14 de maio: Henrique & Juliano, João Gomes, Zé Felipe, Alok, Israel e Rodolffo e DJ DH

Ingressos: Vendas abertas pelo site www.nenety.com.br

 

Realização: Nenety Eventos e Empresário João Wellington

Patrocínio: Gasmig, Itaipava 100% Malte, Rações Futura e da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur

 


Livre de vírus. www.avast.com.

Postar um comentário

0 Comentários