Com mudanças nas embalagens, Biogénesis Bagó deixará de processar 10 toneladas de plástico por ano

 Empresa abandona o uso de tampas plásticas tradicionais e passa a adotar novo lacre das embalagens; mais de 2 milhões de tampas deixarão de ser produzidas anualmente



A Biogénesis Bagó trocou de suas embalagens as tradicionais tampas plásticas por um lacre do tipo flip off. Com isso, a empresa deixará de processar 10 toneladas de plástico a cada ano, contribuindo com a preservação do meio ambiente.

O gerente de produto da Biogénesis Bagó Brasil Pedro Hespanha conta que o novo material utilizado mantém a ampla integridade dos produtos contra vazamentos ou violação das embalagens. "Garantimos a integridade de nossos produtos e ainda deixamos de produzir 2 milhões de tampas plásticas anualmente em nossas plantas a partir de agora”, informa Hespanha.

Ele ressalta que esta ação faz parte da estratégia de crescimento sustentável da Biogénesis Bagó.  "Uma empresa com metas tão ambiciosas como a Biogénesis Bagó não pode deixar de cumprir a sua parte, promovendo ações dentro de um sistema ambiental completo e atendendo as questões que envolvem aspectos sociais, econômicos e ambientais. Não há crescimento econômico se não houver um olhar adequado para a demanda ambiental", detalha Hespanha.

O plástico é bastante utilizado na produção no campo, desde armazenagem, cultivos protegidos (estufas), irrigação, máquinas e lonas de cobertura do solo, tubos de irrigação, estrutura de reserva e armazenamento de água, produtos e embalagens.

 A mudança na embalagem da Biogénesis Bagó contribui para o debate sobre como o agronegócio pode ampliar metas sustentáveis do ponto de vista ambiental. “A escolha de materiais que possam ser reciclados é muito importante, pois abre o entendimento junto aos produtores sobre a importância de buscar maneiras mais responsáveis de fazer o uso desse material, sem gerar consequências prejudiciais ao meio ambiente”, afirma Pedro Hespanha.

Sobre a Biogénesis Bagó

A Biogénesis Bagó, empresa líder nos principais mercados da América Latina, com projeção global, e comprometida com o desenvolvimento de soluções para a saúde e sustentabilidade da produção pecuária por meio da biotecnologia. A empresa desenvolve e comercializa produtos e serviços veterinários criados para garantir a saúde e melhorar a produtividade dos rebanhos bovinos de carne e leite. Conta com um portfólio de mais de 70 produtos e 650 registros em distintos países da América Latina, China e Ásia.

Com escritórios na Bolívia, Brasil, América Central, México, Uruguai e Ásia, sua sede está localizada na Argentina, com fábricas em Monte Grande e Garín (província de Buenos Aires). No Brasil, conta com uma planta fabril na cidade de Araçoiaba da Serra (SP).

A empresa é a maior provedora de vacinas antiaftosa do mundo, tanto que três em cada 10 vacinas antiaftosa aplicadas na América são produzidas pela Biogénesis Bagó. A capacidade anual de produção da empresa é de 400 milhões de doses de vacinas contra febre aftosa, 30 milhões de doses de vacina antirrábica e 100 milhões de doses de vacinas combinadas.

Em 2014, 2016, 2018 e 2020 foi nomeada pela revista inglesa Animal Pharm como a melhor empresa de saúde animal da América Latina.

Postar um comentário

0 Comentários