Por meio da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), a Fundação Cultural Suábio-Brasileira, em Guarapuava (PR), será beneficiada com aporte financeiro doado pela HELM do Brasil a pedido da Cooperativa Agrária Agroindustrial, que é mantenedora da fundação. A iniciativa da HELM faz parte de uma série de parcerias que a empresa tem feito entre cooperativas agrícolas e associações culturais que preservam a história dos imigrantes no país.

“Como nossas raízes são alemãs, temos uma ligação cultural muito forte com a Cooperativa Agrária. Mas esse não é o único motivo do nosso apoio. Como somos parceiros de produtos que os cooperados usam, nos sentimos parte da atividade agrícola da região que é o que une toda a realidade da comunidade com sua cultura e tradição”, comenta o vice-presidente sênior Crop Protection da HELM do Brasil, Sebastian Lüth.

Fundada com o objetivo de preservar, promover e divulgar as tradições e a cultura da comunidade suábia do distrito de Entre Rios, no Paraná, a Fundação Cultural Suábio-Brasileira conta com uma rádio comunitária, um museu histórico, uma revista em língua alemã, além de um ambiente dedicado a aulas e grupos culturais de dança, música, canto e teatro.

“A HELM do Brasil e a Fundação Suábio-Brasileira assim como a Cooperativa Agrária Agroindustrial possuem, em sua essência, algo em comum: a cultura e tradição alemãs. Parceiras como essa permitem com a que fundação cultural, por meio de suas atividades, busque a excelência na valorização e preservação da memória suábia. Somos muito gratos pela parceria com a HELM”, comenta a diretora cultural da Fundação Cultural Suábio-Brasileira e gerente agrícola e social da Cooperativa Agrária Agroindustrial, Viviane Schüssler.

História preservada

Durante e depois da Segunda Guerra, muitos suábios deixaram o sudeste da Europa, dirigindo-se à Áustria onde viveram durante 7 anos em abrigos para refugiados. A instituição filantrópica Ajuda Suíça para a Europa (Schweizer Europahilfe) organizou um projeto para viabilizar uma alternativa de vida para um grupo de suábios do Danúbio que se encontrava na Áustria: um total de 500 famílias, 2.446 pessoas, se inscreveram na iniciativa que visava a criação de uma cooperativa agrícola no Brasil como um caminho para um novo futuro.

Desta forma, nasceu a iniciativa que levaria à fundação da Cooperativa Agrária e à colonização dos campos de Entre Rios, localidade que é um distrito do município de Guarapuava, no Paraná.

Hoje, com um total de 640 cooperados, 1.522 colaboradores e um faturamento de R$ 4,9 bilhões, a Agrária é uma cooperativa agroindustrial que, a partir da agricultura, instituiu cadeias produtivas completas que compreendem desde pesquisa agrícola realizada pela Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária (FAPA) até a industrialização.

As principais culturas produzidas pelos cooperados são soja, milho, trigo e cevada. Para dar suporte à produção, a Cooperativa Agrária conta com matriz energética própria, estrutura logística que engloba três unidades de armazenagem, além de um laboratório central que realiza análises em todas as etapas da cadeia produtiva.

A Agrária investe ainda em educação, na preservação da cultura e na saúde e bem-estar da comunidade como mantenedora da Fundação Suábio-Brasileira, do Colégio Imperatriz Dona Leopoldina e do Hospital e Farmácia Semmelweis.

“Estamos muito contentes e gratos com o estabelecimento da parceria entre a HELM do Brasil e a Fundação Cultural Suábio-Brasileira. Alianças como essa são muito valorizadas pela nossa comunidade e, paralelamente, a HELM contribui com um projeto sustentável do ponto de vista social e educacional. Graças a esse apoio, um intenso trabalho local continuará vigorando e ajudará a transformar o Brasil no país que sempre sonhamos”, afirma o diretor vice-presidente da Cooperativa Agrária Agroindustrial, Manfred Majowski.

Sobre a HELM

A HELM é uma empresa familiar com atuação global, sediada em Hamburgo, na Alemanha, com mais de 120 anos de atuação no mercado especializado em produtos químicos, produtos para indústria farmacêutica, fertilizantes e defensivos agrícolas. Atua em 30 países e conta com mais de 100 subsidiárias, escritórios de vendas e 1.500 funcionários.

No Brasil, a HELM atua com importação e exportação há mais de 45 anos, comercializando soluções em proteção de cultivos para o produtor rural, desempenhando um papel relevante no mercado brasileiro. Sempre contando com fornecedores certificados e com processos produtivos com qualidade atestada.

Saiba mais: https://www.helmdobrasil.com.br/pt/