Consumo de fruta como mecanismo de proteção integral à saúde é tema de episódio da série "De Lá Para Cá"

 No canal do YouTube do Movimento Todos a Uma Só Voz, nutricionista fala sobre a importância em consumir frutas e a necessidade de diminuir os desperdícios



A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) estabeleceu 2021 como o Ano Internacional das Frutas e Vegetais. No início deste ano, as lições desse marco devem ser apreendidas e concretizadas nos novos 365 dias. Afinal, só se vive mais e melhor com uma alimentação saudável e nesse contexto as frutas se fazem imprescindíveis.

 “Vejo ações como essa com máxima importância, justamente para aumentar a conscientização de toda população sobre a necessidade de se consumir esse grupo de alimentos. Ainda é preciso levar informação sobre debates de consumo sustentável, produção, desperdício e, mais especificamente sobre as frutas, quanto a sua inclusão nas dietas de rotina, sendo essenciais para a saúde, como fonte de fibras, vitaminas e minerais, energia e antioxidantes”, destaca Carolina Pimentel, doutora em nutrição com uma carreira dedicada ao estudo de elementos de uma alimentação saudável.

A importância do consumo de frutas e a diminuição dos desperdícios é tema do episódio da série “De Lá Para Cá”, disponível no canal do YouTube do Movimento Todos a Uma Só Voz. O assunto é levantado porque, apesar de ser um país com ampla variedade, não somos uma população que consume frutas em níveis adequados.

De acordo com a especialista, que traz dados do estudo Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), apenas 1 em cada 3 brasileiros tem o costume de consumir regularmente frutas e hortaliças. Levantamentos ainda revelam que apenas 32,7% consomem cinco porções diárias desses alimentos, cinco vezes na semana. A Organização Mundial de Saúde (OMS) orienta um consumo médio de 400g, o que daria por falta das almejadas cinco porções.

“Especificamente para frutas eu recomendo até três porções por dia – isso pode ser dividido ao longo das refeições para estimular o consumo e é esse o ponto que devemos ter atenção, em como estimular a ingestão de frutas. É fundamental que elas estejam disponíveis, acessíveis e prontas para o consumo. Minha orientação é que, após a compra, já se faça higienização e armazenamento, até que essa alimentação se torne, de fato, rotina”, menciona Carolina, dando ênfase à alimentação de crianças.

Apesar de grande aceitação ainda nos primeiros passos da introdução alimentar, as crianças depois de um tempo começam a desenvolver uma certa seletividade o que, muitas vezes, gera um fenômeno conhecido na nutrição como fome oculta, em que essa faixa etária pode chegar até ao sobrepeso, sem estar super nutrida, justamente por uma dieta pobre em frutas e hortaliças, gerando carência de vitaminas, minerais e, principalmente, fibras.

“As fibras são nutrientes essenciais à nossa saúde, garantem não só o funcionamento do intestino, mas também regulam de uma forma sensível o fortalecimento do sistema imune. Para a manutenção da saúde, ao longo de toda vida, é importante o consumo desses alimentos em todas as fases. Quanto antes começarmos a introduzir o consumo de frutas nas crianças e quanto mais resilientes para que esse consumo permaneça e prevaleça ao longo da vida, melhor”, diz a nutricionista completando que crianças e adolescentes que consomem frutas são adultos mais saudáveis. Inclusive, estudos já relacionam as frutas com menores taxas de mortalidade, menores taxas de doenças crônicas – menor risco de desenvolver diabetes, doenças cardiovasculares, hipertensão e até alguns tipos de câncer.

Justamente por isso a especialista defende o aumento do consumo ao mesmo tempo em que faz o alerta sobre os desperdícios. Uma das principais razões levantadas para essa prática negativa seria a deformidade de algumas frutas. “Nutricionalmente, a aparência da fruta não tem nenhuma interferência, por isso é importante levarmos alternativas para o consumo de frutas ‘fora do padrão’, enriquecendo receitas, fazendo sucos e vitaminas por exemplo”, destaca.

Essa postura frente aos alimentos está diretamente ligada ao conceito de segurança alimentar, que se refere ao conjunto de providências que permite a população se alimentar com frequência e na quantidade adequada.

Conforme exalta o mentor e idealizador do Movimento Todos a Uma Só Voz, Ricardo Nicodemos, as frutas são importantes para ajudar nesse processo de combate à fome.

“Quando entendemos que segurança alimentar é o direito de todo cidadão de ter acesso a uma alimentação saudável - e não existe alimentação saudável com a exclusão de frutas – esse grupo de alimentos é essencial”, diz a nutricionista, posicionando que é preciso se conscientizar para a redução do desperdício. Ter não somente uma produção sustentável, mas uma distribuição sustentável também. “Lembrar que todos nós – que estamos recebendo esse conteúdo, enquanto indivíduo – podemos realizar a nossa parte para que isso reverbere em nossa comunidade”, finaliza.

Para tomar nota: quais frutas podem compor o cardápio?

Para evitar qualquer mistério, a resposta é simples: todas. Segundo a profissional, todas as frutas podem compor nosso dia a dia. O que é importante lembrar: variedade – escolher frutas de diferentes grupos, de diferentes cores, quanto mais cor tiver, mais compostos antioxidantes – que precisamos tanto para combater o estresse diário. Além disso, buscar por frutos da época, devido a acessibilidade de preço.

Reforçando um exemplo para não errar na hora de consumir, a doutora em nutrição fala sobre a lichia e a uva, parceiras que já foram destacadas pela websérie “De lá para cá”. “A lichia é uma fruta linda e muita rica em Vitamina C, Potássio, compostos fenólicos – como os antioxidantes. Tem baixo valor calórico e é uma ótima opção para ser incluída no cardápio. A uva, por sua vez, tem um componente que se chama resveratrol, importante para combater doenças cardiovasculares. Além disso, é rica em Magnésio, Potássio, Vitamina C e Fósforo; sem contar que são extremamente saborosas”, pontua.

Como um apelo, a profissional ressalta que todos nós temos que espalhar essa mensagem clara e baseada em evidências sólidas: “vamos consumir cinco porções de frutas e hortaliças diariamente. Isso fará a população viver mais e melhor”.

Para saber em detalhes todas as abordagens conversadas no episódio e compartilhar essas e outras informações acesse o canal do Youtube do Movimento Todos a Uma Só Voz ou clique no link direto: https://www.youtube.com/watch?v=aHKqQcngofU

De Lá Pra Cá

A série “De La Pra Cá”, idealizada pelo Movimento Todos a Uma Só Voz, quer mostrar o caminho que os produtos percorrem, saindo do campo até chegarem à mesa do consumidor, seja em sua casa ou nos bares e restaurantes. Tudo com uma linguagem informal e acessível.

Por meio desta narrativa compreensível por todos, pretende conectar a cadeia produtiva do Agro, estimulando a empatia da população urbana pelo campo e pelos produtores rurais, fortalecendo a imagem do agronegócio nacional, gerando oportunidades de negócios e compartilhando conhecimento para todos.

O episódio Frutas da série “De Lá Pra Cá” teve o apoio e patrocínio da Abrafrutas, CropLife, Corteva, Polpanorte e apoio institucional da Esalq-USP.

Sobre o Todos a Uma Só Voz

Lançado oficialmente em fevereiro de 2021, conta com a ajuda de diversas associações, empresas e profissionais que trabalham unidos em prol de gerar e disseminar conhecimentos de boa qualidade e estimular a empatia da população urbana pelo campo e pelos produtores e produtoras.

O Movimento tem o apoio institucional da ESALQ-USP, ABAG, ABAGRP, ABCC, ABIA, ABIARROZ, ABIEC, ABISOLO, ABITRIGO, ABMRA, ABPA, ABRAFRUTAS, ABRALEITE, ABRASEL, AGRITECH UFLA, AGROLIGADAS, AGRORESET, AIPC, AMA BRASIL, ANDA, ANDAV, APROSOJA-RO, ASBRAM, CAPITALISMO CONSCIENTE, CECAFÉ, CICARNE, CLIMATEMPO, CONGRESSO DAS MULHERES, DE OLHO NO MATERIAL ESCOLAR, FENEP, GRUPO MULHERES DO BRASIL (COMITÊ AGRONEGÓCIO), IBÁ, IBRAHORT, LIGA DO AGRO, PECEGE, SAE BRASIL, SINDAN, SINDIRAÇÕES, SISTEMA OCB, SNA, YAMI. Conta com o apoio comercial das empresas Agroline, Attuale, Coelho&Morello, Companhia de Estágios, Lamarca, RCom, RV Mondel, TrahLahLah. E tem o patrocínio da CROPLIFE.


Para saber mais sobre o movimento, acesse: http://www.todosaumasovoz.com.br

Postar um comentário

0 Comentários