Trabalho integrado do Detran-DF tem reduzido mortes no trânsito



Neste fim de semana, 207 condutores alcoolizados, potenciais riscos de acidentes, foram retirados das vias


Foto: Miguel Moura.

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal vem intensificando a fiscalização com o foco na Lei Seca, com o objetivo de retirar das vias aqueles que insistem em beber e dirigir e colocam em risco a segurança viária.

Para o diretor-geral do Detran-DF, Zélio Maia, o trabalho intenso e dedicado do Departamento, nas áreas de Educação, Fiscalização e Engenharia de Trânsito, tem surtido efeitos positivos e apresentado uma redução de mortes significativa em 2021. De acordo com dados preliminares da Gerência de Estatísticas do órgão, no mês de setembro deste ano, por exemplo, foram registradas 12 vítimas fatais, esse é o menor número para o mês desde 2000. Em comparação com setembro do ano passado, quando ocorreram 16 mortes, a redução foi de 25%.

Em 2020, de janeiro até setembro, 168 pessoas morreram em acidentes de trânsito no DF. No mesmo período de 2021 foram registradas 114 vítimas fatais, são 54 óbitos a menos que no ano anterior, uma redução de 32%. Ao se comparar os primeiros nove meses deste ano com o mesmo período de 2019, quando ocorreram 195 mortes, a redução ainda é maior: de 41,5%, 81 vidas poupadas.

Balanço das operações do fim de semana
Nas operações realizadas entre a noite de sexta-feira (8) e a madrugada desta segunda-feira (11), 207 condutores foram flagrados dirigindo após o consumo de bebida alcoólica.

Além de flagrantes por alcoolemia ao volante, os órgãos de trânsito autuaram também 62 inabilitados, 13 condutores com a CNH vencida, outros 177 utilizavam ou manuseavam o celular ao volante.

As operações foram realizadas em diversas regiões do DF, Águas Claras, Samambaia, Lago Sul, Lago Norte, Estrutural, Santa Maria, Taguatinga e outras. Ao todo, foram abordados 563 condutores.

Postar um comentário

0 Comentários